28 de nov de 2009

I LOVE MY COMPUTER


É @ no orkut, #farmville no twitter. As redes sociais são tantas, que fica difícil não misturar uma com a outra. Sem falar no trabalho que dá fazer login em todas essas coisas. Mas quem se importa? Todas essas ferramentas distraem, nos permitem manter contato com pessoas com quem você não trocaria uma palavra sem a ajuda da internet e, também, serve como um lugar para publicar desabafos e indiretas.

Vicia como uma droga. Não tem como passar o dia todo sem acessar pelo menos uma dessas pragas. Dar uma olhadinha nos scraps é essencial. Olhar se tem algum recado ou twittar alguma coisa engraçadíssima que acabou de acontecer é super normal.

E toda esa interação acaba falando muito da nossa vida. Muito mesmo. Qualquer um que conheça os poderes do Google pode, simplesmente digitando nossos nomes no site de busca, descobrir um zilhão de coisas sobre nossas vidas. Pode ser bom você descobrir onde seus amigos estão, o que estão fazendo e as coisas que eles mais gostam. Mas tem um lado chato também. Um completo desconhecido pode vasculhar sua vida, sabe-se lá prá quê!

A recomendação, como para qualquer outra droga viciante permitida por lei, é "aprecie com moderação". Não se acostume a colocar o endereço do seu dentista quando estiver indo para lá não. E agora eu me vou, preciso twittar a frase hilária que minha amiga acabou de falar aqui do lado!

0 comentários:

Postar um comentário